Como era o Brasil Império?

Todo mundo têm o direito de ser monarquista, flamenguista ou cambista.  Só não dá para ser vigarista. Esbarrei em textos sobre o Império que inventam números absurdos. Vamos aos fatos.

Aspectos econômicos:
  • O Brasil era muito pobre. Em 1872, Brasil tinha PIB per capita menor do que a Somália de hoje. Não era só que o Brasil era pobre, mas o país ficou para trás perante o resto do mundo durante o Império. Em 1820, Brasil tinha o 18o PIB per capita dos 48 países sobre os quais há dados.  Em 1870, nosso país era 42o. de 67 países. A comparação com os EUA também mostra o mesmo fenômeno: o país passou de 50% do PIB per capita norte-americano para pouco mais de 20% (Maddison).
  • Rola no submundo da internet que a Economia Brasileira era a 4a do mundo no Império. Lorota. Era a 22a do mundo. Vejam a lista:

  • Não havia equilíbrio fiscal. É verdade que o Império não era caloteiro, mas a dívida interna passou de 14 mil contos de réis (1830) para 434 mil contos (1889) (Ordem do Progresso, p 23). Além disso, veja o que aconteceu com a dívida externa:


  • O gráfico acima foi retirado do sensacional "Inglorious Revolution – Political Institutions, Sovereign Debt, and Financial Underdevelopment in Imperial Brazil", do William Summerhill: 

 
  • A capa do livro, a propósito, representa o Governo Imperial distribuindo crédito para os cafeicultores às vésperas Abolição.
  • Os preços pelo menos dobraram no Brasil entre 1830 e 1889. Nos EUA , caíram 10% e na Inglaterra, 30% no mesmo período. (Fonte: Ordem do Progresso, p. 19.)
Aspectos sociais:
  • Em 1872, 16% da população era escrava (Censo de 1872). Sempre é bom lembrar que o Brasil foi o último país do Ocidente a acabar com a escravidão. ("Ah, mas a MembroDaFamíliaReal era contra a escravidão". Nenhum mérito. No século XIX, todo mundo já se pronunciava contra a escravidão);
  • A expectativa de vida  ao nascer era de 27,4 anos (Mello, P. C. (1984). A economia da escravidão nas fazendas de café: 1850-1888. PNPE: Rio de Janeiro.)  e 85% do brasileiros eram analfabetos (Censo de 1872); 
  • Após a Lei Saraiva (1881) só 1,5% da população votou. Antes, é verdade, até que se votava bastante no Brasil, quando comparado a outros países do mundo.
  • Claro que todos os dados  aqui representados são imperfeitos. Os dados de PIB, por exemplo, são muito criticados e talvez realmente estejam subestimados. Contudo, por maiores que sejam os erros, eles não são suficientes para transformar o Brasil nessa maravilha do século XIX que os monarquistas querem pintar.

5 comentários:

Acionista25 disse...

Parabéns pelo blog!Interessante!Então com toda dificuldade pós império evoluímos,né?Porque hoje estamos numa melhor classificação em relação ao PIB.Qual o problema do Brasil ao longo dos séculos?Por quê não conseguimos evoluir como outras nações?(no século 18 tínhamos a mesma renda dos EUA e hoje a produtividade e o PIB é da ordem de 5x). Parece que só crescemos a custa de endividamento,inflação e voos de galinha,sem falar da falta de compromisso com a educação?

Leonardo Monasterio disse...

Obrigado!
Xi... rapaz, essas são as perguntas de 1 milhão de dólares. Não sei responder mesmo, mas muitas árvores já foram mortas para explicar o assunto e vale a pena mergulhar na literatura.
Abraços,
Leo.

Claudionaldo Gomes Bezerra disse...

Olá. Sou Claudionaldo Gomes Bezerra. Fui seu aluno no curso de Geografia, da UFPEL, em 1996. Lembro-me, com muito prazer, das suas aulas, dos seus ensinamentos. Eles ainda me acompanham!Hoje, sou professor da Prefeitura de Pelotas e do governo do estado do Rio Grande do Sul. Fiquei muito feliz ao ouvir seu nome e a referência à sua pesquisa sobre a relação nome / remuneração, do Ipea, quando ouvia a rádio Verdes Mares, de Fortaleza. Também li a reportagem do G1. Meus mais sinceros parabéns. Um abração. Claudionaldo.

Mário Henrique Puglialli disse...

Olá, Leo Monastério! Parabéns pelo artigo, com excelentes referências. Leo, além disso vejo que pelo menos do ponto de vista da história econômica recente(Fim do império e república) há muitos livros cobrindo esse período. Diferente de outros países. Inglaterra, por exemplo, só encontro livro que analisam a Revolução Industrial e períodos anteriores, como Revolução Gloriosa... O senhor conhece algum livro que avalia os últimos 100 anos ingleses? Principalmente século xx? Parecido com o livro do Fernando Velloso e outros: "Desenvolvimento Econômico. Uma Perspectiva Brasileira" mas à inglesa.

Desde de já agradeço muito,
Abraço,
Mário Henrique Puglialli

Leonardo Monasterio disse...

Caro Mario Henrique,

obrigado pelos comentários.
Certamente existe algum livro sobre história recente, mas não sei responder mesmo.

Tecnologia do Blogger.